Cotidiano, Efeitos Antropológicos, Extinção

O que aconteceria com o mundo se os seres humanos desaparecessem de repente?

Você já esqueceu suas plantas de lado por um tempo e percebeu que as coisas fugiram um pouco de controle? Agora imagine se todos os seres humanos desaparecessem do planeta de um dia para o outro, o que poderia acontecer?

Primeiramente levaria algum tempo para que tudo se desligasse. Todas as usinas elétricas e as outras formas em que conseguimos energia continuariam funcionando, com exceção dos objetos movidos por inteligência artificial, que já seriam desligados automaticamente. Mesmo que não seja automatizado, algum ponto no processo eventualmente iria falhar e as luzes em todo o Globo Terrestre seriam apagadas. Os empreendimentos movidos a energia solar seriam os últimos a serem desligados, mas é mais que plausível dizer que não haveria mais nada em, no máximo, duas décadas.

wallpaper-425695.jpg

Antes que isso aconteça, a maioria dos animais de estimação morreria, pois eles não conseguiriam sair das casas sozinhos e aqueles que conseguissem não se adaptariam à vida selvagem e se tornariam ferozes, assim como matilhas de lobos. Esse retorno dos animais à natureza geraria uma grande seleção natural até que eles aprendessem novamente o instinto da caça. Alguns animais de zoológico poderiam até escapar, porém muitos morreriam nas baias antes de conseguirem qualquer feito. Os que conseguissem escapar provavelmente fariam das grandes cidades sua nova casa pela facilidade de se encontrar alimento, porém teriam dificuldade de encontrar um parceiro sexual para procriar a espécie. Já os animais de fazendas conseguiriam escapar mais facilmente, tendo em vista que as cercas elétricas não estariam mais funcionando, porém grande parte desses bichos iria morrer e a Terra passaria por um período que os cientistas chamam de O Grande Apodrecimento. Além disso, muitos animais selvagens passariam a morar nos antigos habitats humanos à procura de alimentos deixados para trás.

Em uma refinaria de petróleo, a pressão nos tanques de destilação de óleo, que é monitorada por um operador humano, seria liberada na atmosfera por válvulas de emergência em uma nuvem de gás inflamável. Uma faísca inflamaria a nuvem e toda a refinaria iria explodir. Os tanques de combustível pegariam fogo e queimariam por dias. As usinas nucleares iriam derreter em um ou dois meses e isso iria expor a Terra a muita radiação. Muitas estações de metrô iriam inundar, já que as máquinas que bombeiam milhões de litros de água para fora da galerias todos os dias não estariam funcionando, e então todos esses túneis subterrâneos se encheriam de água em cerca de 36 horas. Times Square finalmente ficaria escura e sem um único visor iluminado para contar história. Analisando os outros extremos, qualquer cidade que esteja localizada em desertos rapidamente se cobriria de areia nos primeiros meses do sumiço humano.

desktop-1465227995.jpg

A maioria das usinas de combustível fóssil seria desativada, provocando o colapso do fornecimento de energia em todo o mundo quando o combustível acabasse. Em Valdez, no Alasca, sem os seres humanos para interromper o fluxo de óleo, os tanques de armazenamento continuariam a alimentar os petroleiros, fazendo com que os tanques dos navios derramassem despejando milhões de galões de óleo na água.

nature-reclaiming-abandoned-places-18.jpgTurbinas movidas a vento poderiam continuar a fornecer energia, mas sem a devida manutenção, seus motores se amontoariam ao longo do tempo. Quando os museus começassem a perder energia, as condições ideais para a preservação das múmias egípcias acaba ria e elas começariam a se deteriorar naturalmente. Do espaço, o brilho de Las Vegas poderia ser o único ponto de luz visível na superfície de um planeta negro. À medida que a energia se esgotasse, bactérias, mofo, insetos e roedores começariam a comer e a decompor os produtos deixados nas prateleiras das mercearias.

No Rio de Janeiro, a estátua do Cristo Redentor desapareceria à noite, quando as luzes se apagassem. No Oceano Atlântico, os ratos começariam a tomar conta de um navio de carga abandonado cheio de trigo. Sem mais aviões no céu para criar condensação com seus rastros, a temperatura da Terra agora seria mais quente durante o dia e mais fria à noite.

Com o passar dos meses, plantas invasoras já teriam tomado conta das cidades e o verde se espalharia. Dentro dos prédios, rachaduras já poderiam ser notadas e pequenos e médios animais poderiam ser encontrados nesses locais utilizando-os como moradia. As florestas, que um dia foram cortadas, começariam a se reerguer, ajudando a destruir ainda mais a estrutura das grandes metrópoles.

146515.259065-Extincao-humanidade.jpg

Em apenas três anos as edificações começariam a erodir e desmoronar, satélites cairiam na Terra e as últimas baterias descarregariam, enquanto animais se assustariam ao ouvir o soar do último “tique” do relógio. Após vinte anos, 75% das cidades do mundo estariam tomadas de vegetação, os prédios estariam caindo e a vida dos animais que sobreviveram estaria mais vasta. Podemos imaginar pontes e carros enferrujados, envolvidos por parreiras, enquanto ainda seria possível ver garrafas plásticas espalhadas por todos os lugares, praticamente intactas com o passar dos anos.

447c3ef1ede69974d5009a77767dafe5.jpg

Em 50 anos, alguns papagaios domésticos seriam os únicos resquícios que lembrariam a fala humana. Sem manutenção vigilante, os cabos de aço da Ponte do Brooklyn, em Nova York, e da Ponte Golden Gate, em San Francisco, estariam enfraquecidos pela corrosão e as estruturas ameaçariam entrar em colapso. Os terremotos também derrubariam várias estruturas ao redor do mundo e as letras de metal do letreiro de Hollywood seriam finalmente derrubadas.
No Golfo do México, apenas uma plataforma de petróleo, que se mantivera intacta após 50 anos de furacões, seria derrubada por um grande tsunami. Em órbita, os satélites artificiais, sem controle, começariam a colidir uns nos outros. Os tanques de cloro, enfraquecidos por cinquenta anos de corrosão, falhariam e enviariam seus gases para o meio ambiente. Muitos animais morreriam sufocados. Parte do cloro também penetraria nos lagos, transformando-os em ambientes ácidos mortais.
Depois de 1.000 anos, quase todos os vestígios da cultura humana estariam enterrados sob vegetação e areia. A maioria das cidades modernas entraria em colapso, tornando-se fragmentos quase irreconhecíveis, cobertos por uma selva de árvores, flores e vegetação. A própria Terra teria enterrado todas as cidades do homem. A natureza se restabeleceria e quase todas as evidências da civilização moderna iriam desaparecer. Enquanto isso, na Lua, os três veículos Lunar Rovers, deixados pelas missões Apollo 15 a Apollo 17, permaneceriam em condições quase perfeitas, impedindo a degradação ou destruição dos impactos de meteoros.
z1jCYc8.jpg

Após 10.000 anos, quase todos os traços da civilização humana já teriam desaparecido. Mesmo os sinais de rádio e de televisão que foram transmitidos para o espaço, que se pensava atravessar por centenas de anos-luz, teriam se tornado radiação estática quase irreconhecível e nem atingiriam o nosso vizinho estelar mais próximo, Alpha Centauri. A Grande Muralha da China, em Pequim, teria envelhecido como uma montanha, e decairia muito lentamente ao longo dos séculos.

Depois de 25.000 anos, ao invés do aquecimento global, a Terra enfrentaria outra Era do Gelo. Desta vez, esta não causaria um impacto tão dramático nas espécies animais e a maioria delas, provavelmente, se adaptaria às novas condições. Vestígios humanos só seriam encontrados enterrados no solo, nunca totalmente degradados. Prova da existência de uma espécie que um dia fora dominante e imponente. Imaginar todas essas consequências nos leva a ter uma certeza: o Planeta sobrevive sem os seres humanos, mas nós nunca existiríamos sem ele. (Leia também Não queremos salvar o planeta)

 

Veja mais no vídeo abaixo publicado pela National Geographic:

 

 

Fontes 

Artigo: “When humans go extinct: How life will evolve after we’re gone?” Lindsay Abrams

Sites: 

https://worldbuilding.stackexchange.com/questions/41587/how-long-can-a-power-plant-continue-to-generate-electricity-without-maintenance

http://lifeafterpeople.wikia.com/wiki/Timeline

 

 

Um comentário em “O que aconteceria com o mundo se os seres humanos desaparecessem de repente?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s