Texto Curioso

7 consequências da paralisação no transporte

 

Muitas pessoas não imaginam como o transporte influencia na economia do país e do mundo. O que pode acontecer se os caminhões param de rodar?

1 –  Lojas de mantimentos

As feiras, mercados e supermercados ficarão sem alimentos perecíveis em até quatro dias.

como-economizar-na-feira-doze-dicas-infaliveis-2.jpg

2 – Bancos

Os caixas eletrônicos do país ficarão sem dinheiro vivo para saque em apenas dois dias.

1.jpg

3 – Hospitais

Hospitais e farmácias ficarão sem remédios e suprimentos, como o oxigênio, em apenas  três dias.

Corredor-de-hospital.jpg

4 – Lixo

Os resíduos sólidos diários se tornarão um problema de saúde pública em menos de duas semanas.

Morro-do-SãoBento.jpg

5 – Água

Sem a entrega dos suprimentos vitais para limpeza da água, necessários para o funcionamento de uma Estação de Tratamento de água e purificação, logo a distribuição de água potável e a obtenção de água limpa da torneira serão prejudicadas.

torneiracomgua.jpg

6 – Combustíveis

A maioria dos postos de gasolina estará sem combustível  em apenas uma semana após o término do fornecimento e muitos acabarão com seu estoque em apenas um dia.

Investir-em-Posto-de-Gasolina-InvestBrasilUSA.jpg

7 – Compras

Se você estava pensando em adquirir algo pela internet ou fazer compras no shopping pode esquecer. Você não conseguirá comprar roupas, sapatos ou eletrônicos em até três meses após o fim dos transportes rodoviários.

22A82271.png

Nas primeiras 24 horas …

  • A entrega de suprimentos médicos para a área afetada cessará.
  • Os hospitais ficarão sem suprimentos necessários.
  • As estações de serviço começarão a ficar sem combustível.
  • Os fabricantes que utilizam manufatura just-in-time desenvolverão escassez de componentes.
  • Os correios e outros meios de entrega serão suspensos.
  • A disponibilidade e a entrega de combustíveis para automóveis diminuirão, levando a preços exorbitantes e longas filas nas bombas de gasolina.

 

De 2 a 3 dias …

  • A escassez de alimentos aumentará, especialmente em face do desespero de consumidores e do pânico.
  • Suprimentos essenciais como água engarrafada, leite em pó e carne enlatada que são comercializadas nos principais varejistas começarão a desaparecer.
  • Os caixas eletrônicos ficarão sem dinheiro e os bancos não poderão processar as transações.
  • Estações de serviço ficarão completamente sem combustível.
  • O lixo vai começar a se acumular nas áreas urbanas e suburbanas.
  • Navios porta-contêineres ficarão inativos nos portos e o transporte ferroviário será interrompido, eventualmente chegando a um impasse.

 

Em uma semana …

  • O transporte individual de automóveis cessará devido à falta de combustível.
  • Os hospitais começarão a esgotar o suprimento de oxigênio.

 

Em duas semanas…

  • O fornecimento de água limpa começará a entrar em colapso.

 

Em um mês …

  • O abastecimento de água limpa do país estará esgotado.  

 

b9f05244-7be9-4697-90e9-ff382ea882dd.jpg

Como se pode ver, se a paralisação dos caminhões continuar, haverá um efeito dominó severo. Caminhões são a força vital de muitas indústrias, entregando os bens e suprimentos que precisamos para sobreviver. A gigante do petróleo, a Petrobras, perdeu 5,8% de seu valor nas primeiras negociações de ações da empresa no momento em que o país entra no quarto dia de uma série de greves que está causando um grande impacto na economia.

Os motoristas de caminhões estão tentando combater os altos preços do diesel, causados ​​pelo recente aumento nos mercados globais e pela desvalorização da moeda brasileira. Há interrupções nos serviços de ônibus nas principais cidades do país – como o Rio de Janeiro e São Paulo – e alguns lugares já estão enfrentando escassez de alimentos e de combustíveis. Os aeroportos receberam combustível de aviação durante a noite, mas os estoques devem acabar hoje se essa paralisações continuarem.

caminhao1.jpg

A Petrobras e o governo estão no coração da crise, pois são eles que determinam o preço do combustível no Brasil. Foi proposto um corte temporário de 10% nos preços do diesel, mas a oferta não conseguiu pôr fim aos protestos. Analistas dizem que os investidores vêem a oferta da Petrobras como uma intervenção do mercado nos preços, o que causou grandes prejuízos à empresa no passado recente.

 Os caminhoneiros estão exigindo uma nova política de preços que reduzirá o custo do diesel. Eles estão bloqueando estradas na maioria dos estados do Brasil, impedindo que mercadorias e suprimentos cheguem ao seu destino. Os caminhões respondem por mais de 60% das mercadorias transportadas no Brasil.

5f97a706-a21a-4da6-84f7-9db0643d4ab7.jpg

Até quando o governo vai esperar para que toda a nação entre em colapso? Temos que ser solidários à causa e mostrar aos nossos representantes que é o povo brasileiro que move o Brasil.

Fonte:

Artigos

  • “Truck Transportation & the World Economy” do RL Carrier Sinc; 
  • “Transportation Data Source” da empresa TDS. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s