Cotidiano, Poluição, Sem categoria

Os 7 principais tipos de PLÁSTICO e o que eles podem fazer com sua SAÚDE!

Os plásticos revolucionaram muitas indústrias por uma série de razões diferentes. Uma das principais inovações do século passado foi a introdução e ampla adoção de plásticos para muitas aplicações diárias, que anteriormente dependiam de materiais tradicionais como metal, vidro ou algodão.  Eles são materiais que resistem à degradação ambiental ao longo do tempo, são econômicos e amplamente disponíveis e são produzidos com uma abundante variedade de propriedades que permitem a sua adaptação a muitas aplicações diferentes.

Usado na fabricação de alguns tipos de embalagens plásticas de alimentos e no revestimento interno de latas, o bisfenol A (BPA, na abreviatura em inglês) já foi proibido, sobretudo em mamadeiras e copos descartáveis, em países como Canadá e Dinamarca, na União Europeia e em 11 estados norte-americanos. O Brasil optou por proibir a importação e fabricação de mamadeiras que contenham Bisfenol A, considerando a maior exposição e susceptibilidade dos usuários deste produto. Esta proibição está vigente desde janeiro de 2012 e foi feita por meio da Resolução RDC n. 41/2011. Segundo os cientistas, o BPA é instável e pode migrar da embalagem para os alimentos. Pesquisas sugerem que o composto é potencialmente cancerígeno e estaria associado a diabetes, infertilidade e problemas cardíacos, entre outros. Ao imitar a ação de hormônios como o estrogênio, o bisfenol funcionaria como um desregulador endócrino.

img_268
Procure pelo selo que demonstra que aquele material não possui Bisfenol A  (BPA)

Hoje, os vários tipos de plásticos utilizados em muitos dos materiais descartáveis, por serem extremamente resistentes, se mantêm por muitos anos no meio ambiente. (Leia nosso texto sobre a poluição plástica.)   Além disso, deve-se saber ao certo quais são nocivos à nossa saúde. Em seguida, encontra-se a lista dos 7 principais materiais plásticos que você deve conhecer:

1. Polietileno tereftalato  (PETE ou PET):

Captura de Tela 2018-07-18 às 19.52.17.png

O PET é o plástico mais produzido no mundo. É usado predominantemente como uma fibra (conhecida pelo nome comercial de “poliéster”) e para engarrafamento ou embalagem, como por exemplo, para água engarrafada, garrafas de refrigerante, embalagens de alimentos para microondas e de detergentes.

Ele é relativamente seguro e é projetado para que as embalagens sejam utilizadas apenas uma única vez.

pet.jpg

Se pudéssemos resumir em três características para descrever os principais benefícios do polietileno em relação a outros plásticos e materiais, seriam:

  • Amplas aplicações como fibra (“poliéster”)
  • Barreira de umidade extremamente eficaz
  • Inquebrável ( Permanece por muitos anos na natureza)

Reciclagem: Amplamente reciclado.

2. Polietileno de alta densidade (PE – HD):Captura de Tela 2018-07-18 às 19.57.55.png

Existem várias variantes diferentes de polietileno. Polietilenos de baixa e alta densidade (LDPE e HDPE, respectivamente) são os dois mais comuns e as propriedades desses materiais variam entre as diferentes variantes.

No caso dos polietilenos de alta densidade, eles podem estar presentes em garrafas de 5 litros ou mais de produtos como leite, suco e água, em embalagens de xampu, em sacolas plásticas, entre outros.

pead-colorido1.jpg

Este plástico é relativamente seguro à saúde.

Reciclagem: Pode ser reciclado.

3. Polivinil Clorado (PVC):Captura de Tela 2018-07-18 às 19.59.30.png

O Cloreto de Polivinila  ou Polivinil Clorado é talvez o mais conhecido, devido ao seu uso em aplicações de construção residencial e comercial. Diferentes tipos de PVC são usados ​​para encanamento, isolamento de fios elétricos, garrafas de água, antissépticos bucais, embalagens de delivery, etc.

O PVC pode conter bisfenol A, chumbo, ftalatos, dioxinas, mercúrio e cádmio. Ele é associado a carcinógenos e disruptores hormonais.

628578495524493.jpg

Se pudéssemos resumir as características do PVC em três tópicos, seriam:

  • Prejudicial à saúde;
  • Rígido (embora diferentes variantes de PVC sejam realmente projetadas para serem muito flexíveis);
  • Durável

Reciclagem: Limitada.

4. Polietileno de baixa densidade (PEBD):Captura de Tela 2018-07-18 às 19.58.08.png

O PEBD é inerte à temperatura ambiente, exceto na presença de fortes agentes de oxidação, havendo também alguns solventes que causem dilatação. Pode suportar de forma contínua temperaturas de até 80 °C e, por curtos períodos de tempo, de no máximo de 95 °C.

Pode-se encontrar esse tipo de material em sacolas plásticas, tampas, papel filme, sacos de lixo, embalagens para alimentos e copos plásticos.

teckflex-embalagens-filme-stretch-filme-stretch-manual-788830-FGR.jpg

Duas expressões para descrever os principais benefícios do polietileno de baixa densidade em relação a outros plásticos e materiais:

  • Flexível e resistente;
  • Relativamente seguro.

Reciclagem: Programas de reciclagem não aceitam  frequentemente itens feitos de PEBD.

5. Polipropileno (PP):Captura de Tela 2018-07-18 às 19.58.22.png

O polipropileno é usado em uma variedade de aplicações, entre elas, embalagens para produtos de consumo, peças plásticas para a indústria automotiva, dispositivos especiais como dobradiças vivas e têxteis. É semitransparente, tem uma superfície de baixo atrito, não reage bem com líquidos, é facilmente reparado contra danos e tem boa resistência elétrica (ou seja, é um bom isolante elétrico). Talvez sua característica mais importante seja que o polipropileno é adaptável a uma variedade de técnicas de fabricação, o que o torna um dos plásticos mais comumente produzidos e altamente exigidos no mercado.

Você pode encontrá-lo em embalagens de margarina, remédios, iogurtes e delivery, além de canudinhos e tampas.

VASOSPOLIPROPILENO.jpg

Duas características para descrever os principais benefícios do Polipropileno em relação a outros plásticos e materiais:

  • Relativamente seguro;
  • Simples de fabricar. 

Reciclagem: A reciclagem de itens de PP tem aumentado nos últimos anos.

6. Poliestireno (PS):Captura de Tela 2018-07-18 às 19.59.44.png

O poliestireno é amplamente utilizado em embalagens sob o nome comercial de “isopor”. Ele também está disponível como um sólido naturalmente transparente, comumente usado para produtos de consumo, como tampas de refrigerantes, copos, pratos, bandeja de ovos,  ou dispositivos médicos, como tubos de ensaio ou placas de Petri.

Muito CUIDADO! O estireno, principal matéria-prima utilizada na produção do isopor, é um composto químico que foi objeto de dezenas de estudos desde que os plásticos foram desenvolvidos. A Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) encara essa substância com algumas suspeitas.

De acordo com a EPA, “vários estudos epidemiológicos sugerem vínculo entre a exposição ao estireno e um aumento no risco de leucemia e linfoma. Entretanto, as evidências não são conclusivas devido à exposição a múltiplas substâncias químicas e a informação insuficiente sobre os níveis e a duração da exposição”.

Após análise de profissionais que têm contato diário com esse produto, a agência percebeu que as pessoas expostas ao poliestireno passaram a sofrer de problemas de saúde como dores de cabeça, depressão, perda auditiva e, até mesmo, problemas neurológicos.

PS.png

Reciclagem: Oportunidades limitadas para reciclagem do Poliestireno.

7. Outros

Captura de Tela 2018-07-18 às 20.00.06.pngOs plásticos que recebem o número 7 se referem a todos os plásticos criados após 1987. Este grupo inclui policarbonato (PC) e o polilactídeo (PLA), que são usados na fabricação de recipientes para alimentos, mamadeiras, copos infantis e garrafas de água reutilizáveis. Plásticos PC contêm bisfenol-A, o que também o torna perigoso. Além disso, a reciclagem para esses plásticos ainda não está disponível.

76549374-56a2acdf3df78cf77278b2eb.jpg

Reciclagem: Plásticos de PLA são feitos a partir de fontes renováveis ​​de plantas, não podendo ser reciclados,  porém, podendo ser compostados.

Como saber qual o tipo de plástico você está utilizando?

Se você quiser descobrir que tipo de plástico está utilizando, basta olhar na embalagem o seu número de referência. Caso você não encontre o triângulo com o número interno, isso significa que o fabricante não se preocupou com esse tipo de informação. Sendo assim, já dá pra imaginar qual foi a preocupação dele com relação à qualidade do produto e de seus possíveis malefícios. Uma boa prática para preservar o meio ambiente e a nossa saúde é, ao comprar produtos plásticos, observar na embalagem que tipo de plástico foi utilizado na sua fabricação. A natureza agradece!

 

 

Referências:

ISO 1043 – 1 ; 2011

Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA)

ANVISA

Blog “Creative Mechanism”

Blog “Vida sustentável”

 

 

Um comentário em “Os 7 principais tipos de PLÁSTICO e o que eles podem fazer com sua SAÚDE!”

  1. Amo este tema! Precisamos nos atentar ao nosso consumo e escolher bem nossas embalagens. Importante lembrar que estes compostos nocivos também estão em produtos com embalagens laminadas, como alguns enlatados, pacotes de batata palha, chips, não só nos plásticos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s