Cotidiano, Poluição, Texto Curioso

10 atitudes que você deve evitar para ajudá-lo a ser mais SUSTENTÁVEL

Esta lista contém atitudes diárias que podem ser modificadas para contribuir com a preservação da natureza. Elas dizem respeito a hábitos de compras, hábitos alimentares e até mesmo à utilização de materiais que podem ser ruins para o meio ambiente e você ainda não sabe.

1 – Enviar materiais biodegradáveis para os Aterros Sanitários:

Aterro_Sanitario

Esta opção não é tão ruim para o meio ambiente como as outras, porém é uma oportunidade desperdiçada. Muitos resíduos orgânicos que jogamos fora poderiam servir para compostagem, incluindo frutas, hortaliças, casca de ovo, borra de café, alguns tipos de sachês de chá e até mesmo guardanapos e papeis toalha. A compostagem feita em casa é bem mais fácil do que muitas pessoas acreditam. Ela deve ser realizada em um local apropriado, com terra, e após colocar o resíduo orgânico ele deve ser coberto com matéria seca. Você ficaria impressionado com a quantidade de lixo que seria reduzida através da compostagem de matéria orgânica. Além disso, você vai adorar a qualidade do composto orgânico para o solo que vai ser produzido em sua composteira.

2 – Comer soja

SOJA

Comer soja pode não ter o grande e massivo impacto causado pela carne, porém consumir produtos à base desse grão também pode ser ambientalmente ruim. Muitos dos produtos de soja, que são consumidos na cadeia produtiva, são geneticamente modificados, o que já seria uma questão controversa por si só. Muitas vezes, o mercado da soja não é apropriadamente licenciado e, em muitos lugares do mundo, utiliza pesticidas não regulamentados . Além disso, muitas áreas são desmatadas para o plantio dessa commodity. Como uma alternativa, tente utilizar soja não geneticamente modificada, orgânica, ou até mesmo outros grãos ricos em proteínas.

3 – Utilizar sabonetes e shampoos com sulfatos

7470424_ml1

Um agente formador de espuma e muito barato, denominado Lauriléter Sulfato de Sódio (SLES / LSS), é um detergente e surfactante que faz parte de muitos produtos de higiene pessoal. Esse composto pode fazer você se sentir mais limpo e hidratado, porém o que beneficia o seu corpo pode não fazer bem à Mãe Natureza. O LSS não é biodegradável e pode permanecer no meio ambiente por um longo período de tempo. Ele também pode estar contaminado com o 1,4-dioxano, que é uma sustância já caracterizada pela Agência de Proteção Ambiental (EPA, na sigla em inglês) como provável agente cancerígeno. Então, comprador, evite utilizar sabonetes e shampoos com sulfato, não somente pelo meio ambiente, como também para a sua saúde.

4 – Esfoliar seu rosto com microesferas.

plastic-beads

Usualmente utilizados para renovar a pele do rosto, as microesferas esfoliantes são terríveis para o meio ambiente. Essas pequeninas e arredondadas esferas de plástico são encontradas em muitos produtos de beleza para esfoliação, em pastas de dente, entre outros. Porém, esses pedaços minúsculos de plástico passam até mesmo através de filtros e vão parar em rios e lagos, até chegarem aos oceanos. Ao chegarem nessas águas, esse material é consumido por peixes, que poderão voltar à nossa casa em forma de alimento. Hoje a venda desse produto já é proibida em países como os Estados Unidos, porém, no Brasil, até o momento, somente o estado do Rio de Janeiro proibiu a produção, fabricação, distribuição, comercialização, venda, estocagem e armazenagem desse material, por meio da Lei 8.90/2018, publicada no Diário Oficial do dia 31/08/2018.

5 – Jogar fora os cartuchos de impressora e baterias

maxresdefault

Os biodegradáveis não são os únicos materiais que vão parar em aterros sanitários. As pilhas e baterias, que contêm uma pequena quantidade de ácido de mercúrio, chumbo, níquel, lítio e/ou cádmio, também são descartadas nesses locais. Quando uma pilha ou bateria é jogada fora ao invés de ser reciclada, estas substâncias químicas vão vagarosamente desintegrar as suas cápsulas e vazar para o meio ambiente, levando à contaminação do solo, água, peixes e pássaros. Da mesma forma, a tinta de impressoras contamina o solo e pode causar problemas a longo prazo. Sem contar o fato de que, para se fabricar apenas um cartucho de tinta, são utilizados mais de 70 ml de óleo. Portanto, imprima menos e recicle mais.

6 – Negligenciar o uso de embalagens plásticas

A worker sorts plastic bottles at a recycling centre in Hefei

Os materiais que utilizamos para embalar nossos alimentos têm um enorme impacto no meio ambiente. Pense nos alimentos que você consome todos os dias: algum deles é embalado em plástico descartável? Até mesmo os vegetais têm sido embalados em plástico. Esse assunto já foi tema nesse texto. Muitas dessas embalagens plásticas vão parar em aterros e até mesmo no oceano. Para diminuir esse impacto e começar uma mudança de fato é necessário que diminuamos o consumo de industrializados e que passemos a levar as nossas próprias sacolas, de pano ou retornáveis, para o supermercado.

7 – Comer carne em excesso

2015_831366972-2015070865691.jpg_20150708

Como muitos já sabem, a industria da carne é bem cruel com o meio ambiente. Além dos gases de efeito estufa, emitidos diariamente em decorrência da indústria pecuária, grandes áreas são desmatadas todos os dias no Brasil e no mundo para a criação de animais ou para as plantações destinadas à alimentação dessa cadeia produtiva. Não bastasse isso, para suprir toda a linha de produção, desde o crescimento do animal até a sua chegada à mesa do consumidor, uma quantidade alarmante de água é utilizada. Para a comercialização de um quilograma de carne bovina são necessários pelo menos 13.000 litros de água. A superprodução de carne tem levado à depreciação da qualidade dos solos e ao aumento da poluição climática e do gasto exacerbado de água. Até que seja possível a criação de carne em larga escala nos laboratórios, para diminuir esse impacto devemos reduzir o consumo de carne. Para saber mais sobre esse assunto, clique aqui.

8 – Consumir Óleo de Palma

orangutan_hero

O óleo de palma está presente em muitos produtos que compramos e consumimos diariamente, como itens de beleza e alimentação. Apesar de ser muito bom e útil, a quantidade de recursos para produzir esse insumo é muito limitada, sendo impossível acompanhar o crescimento massivo da demanda. Isso tem levado a práticas insustentáveis de crescimento da planta e muitas áreas estão sendo desmatadas para a sua produção, o que tem gerado riscos de extinção para várias espécies, como os orangotangos. Esse tema também já foi abordado anteriormente. Para ler, basta clicar aqui.

9 – Ferver água

img_o_que_fazer_se_me_queimar_com_agua_fervendo_12985_orig

Muitos de nós adora tomar um café ou um chá quentinho, mas muitas vezes não pensamos no impacto que esse ato e muitos outros podem causar. Na verdade, essa atitude vai muito além de uma água quente.  Para se ferver uma pequena quantidade de água, uma enorme quantidade de energia é utilizada. Essa energia poderia iluminar uma casa inteira. Se estamos fervendo uma quantidade maior do que necessitamos ou se não prestamos atenção depois que a água já atingiu a temperatura que desejamos, estamos jogando fora uma enorme quantidade de energia a troco de nada. Isso não é válido somente para o ato de se ferver uma água, mas para desperdícios de energia de um modo geral.

10 – Comprar calça jeans

pexels-photo-296881

Roupas jeans são a escolha de muitas pessoas na hora de se vestirem, devido ao seu conforto e praticidade. Você já parou para pensar a quantidade de recursos utilizados para a fabricação de cada calça jeans? De acordo com a marca Levis, mais de 3700 litros de água são utilizados na vida útil de apenas uma peça de jeans. Algumas pessoas estimam até mais de 6000 litros de água somente no algodão de uma única calça. Se seu produto não for suficientemente durável, você estará gastando uma quantidade enorme de água virtual em algo que será rapidamente descartado. Isso é válido para todo produto de consumo. Sendo assim, otimize suas compras priorizando a qualidade ao invés da quantidade.

 

Essas são apenas algumas atitudes que podemos tomar no nosso dia a dia. Portanto, usufrua daquilo que você gosta e que lhe faz bem, porém tendo consciência e escolhendo melhor o que consumir, com vistas à uma vida mais leve e sustentável.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s